FACULDADE EVOLUÇÃO ALTO OESTE POTIGUAR

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU SAÚDE COLETIVA

1.  APRESENTAÇÃO

Comprometida com a qualidade da formação intelectual e profissional, da produção científica, cultural e tecnológica, a FACEP busca atender às necessidades da sociedade formando profissionais competentes politicamente e tecnicamente para o mercado de trabalho, conforme a realidade nacional e local, com o intuito de produzir desenvolvimento sustentável, sem deixar de lado os preceitos éticos. Na área da saúde é pioneira com a oferta de vagas no Curso de Psicologia desde 2014 e a partir de 2018, também oferece formação em Enfermagem, contexto que a aproxima dos serviços públicos e privados de saúde da região. Diante da demanda advinda tanto dos próprios serviços de saúde para qualificação e aprimoramento profissional, bem como do cenário de crescente demanda para formação em pós-graduação dos egressos da área da saúde, que surge a Pós-Graduação em Saúde Coletiva da FACEP. Nesta perspectiva, tal curso apresenta-se como uma possibilidade de atender à uma demanda regional: uma formação qualificada na área da saúde para atuação no Sistema Único de Saúde regional.

2. PÚBLICO ALVO

Portadores de diploma de curso superior em saúde ou áreas afins.

3. OBJETIVOS

O Curso de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, na modalidade latu senso, tem por objetivo, formar profissionais especialistas qualificados para atuação na área de Saúde Coletiva, compreendida como campo técnico e científico produtor de conhecimento sobre saúde humana no contexto dos diversos grupos populacionais.

Objetivos específicos:

-Promover conhecimentos nas áreas de interface da Saúde Coletiva: Epidemiologia; Ciências Sociais e Humanas em Saúde; e Políticas, Planejamento e Gestão de sistemas e serviços de saúde;

-Desenvolver habilidades técnicas e científicas em Saúde Coletiva;

-Capacitar para atuação interdisciplinar nos serviços do SUS.

4. ESTRUTURA DO CURSO

Constituído por aulas presenciais e atividades disciplinares, agendadas conforme pactuação com os estudantes no início do curso, respeitando o mínimo de 02 encontros a cada mês, totalizando 20 horas. Terá 16 componentes curriculares de 20 horas cada e 40 horas destinadas ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), totalizando 360 horas. Será desenvolvido em 18 meses, incluindo o prazo de entrega do TCC.

A avaliação de cada componente curricular será constituída de uma atividade escrita, seja coletiva ou individual, conforme determinação de cada professor ministrante. E o TCC será constituído de um artigo científico do tipo “revisão de literatura” ou “artigo original”. Sua orientação e avaliação serão determinados pela coordenação do curso.

5. COMPONENTES CURRICULARES

Os componentes curriculares propostos são constituídos dos conhecimentos de sustentação da Saúde Coletiva: Epidemiologia; Ciências Sociais e Humanas em Saúde; e Políticas, Planejamento e Gestão de sistemas e serviços de saúde. Assim como também serão ministrados componentes de sustentação para metodologia científica (Quadro 1).

Quadro 1 – Componentes curriculares

 

Carga

Horária

COMPONENTECURRICULAR
20 História das Políticas Públicas de Saúde no Brasil
20 Arcabouço legal do SUS
20 Controle Social e Educação Popular em Saúde no SUS
20 Antropologia da Saúde
20 Psicologia da saúde
20 Diversidade, Gênero e Saúde
20 Epidemiologia e o Processo Saúde-Doença
20 Vigilância em Saúde
20 Metodologia da Pesquisa Científica
20 Organização dos serviços de saúde pública no Brasil I
20 Organização dos serviços de saúde pública no Brasil II
20 Métodos Quantitativos e Qualitativos em Saúde
20 Bioestatística
20 Saúde Mental e Reforma Psiquiátrica
20 Gestão em Saúde
20 Sistemas de Informação em Saúde
40 TCC

6. PROCESSO AVALIATIVO

A avaliação de cada componente curricular será realizada pelo professor responsável, deverá ser presencial e compor no máximo cinco (5) horas aula do total da carga horária. Os professores terão a autonomia de decidir o formato do processo avaliativo, embora que pelo menos uma das avaliações deverá ser escrita (ou digitada), seja ela individual ou coletiva. A aprovação em cada componente está condicionada a presença de no mínimo 75% de presença nas atividades de cada módulo e obter nota igual ou superior a sete (7,0). Caso o discente não alcance essa média, terá a chance de fazer uma nova atividade avaliativa escrita e do tipo prova, a ser aplicada pela coordenação do curso em data previamente divulgada. Se ainda assim não atingir média igual ou superior a sete (7,0), deverá cursar o componente curricular novamente quando o curso disponibilizar turma.

7. CERTIFICAÇÃO

Ao fim do curso, cada discente receberá o Certificado do Título de Pós-Graduação lato sensu em Saúde Coletiva. Para isso, deverão estar até esse momento, aprovados em todos os componentes curriculares e no TCC com nota igual ou superior a 7,0 (sete) e frequência mínima de 75 (setenta e cinco por cento) nas aulas programadas.

8. COORDENAÇÃO

Prof. Me. Rafael Tavares Silveira Silva

Secretária Kátia Liliana do Nascimento Nunes


All right reserved - Evolução Unidade de Ensino

CNPJ: 08.286.517/0001-09

Rua José Paulino Do Rêgo, 45 - Piso 2

CEP: 59900-000 - Pau dos Ferros - Rio Grande do Norte

Telefones: (84) 3351-2552 | 3351-3708

eduevolucao.faculdade@gmail.com

Inscrever-se Agora